Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




new door lock in my life

por Miss Fox, em 31.08.16

Chegou ao fim o filme de terror em que me vi metida nas últimas semanas. Encontrei casa e já me mudei.

A mudança aconteceu ontem, ao fim de 3 semanas a empacotar coisas meti a minha vida toda dentro de um carro (por duas vezes) e rumei à minha nova morada.

Finalmente vou puder relaxar. Menos um problema para resolver nos próximos tempos. 

Quero só deixar uma nota breve para quem comigo embarcou nesta saga que foi a mudança, quem me ajudou a carregar malas, caixas e sacos e saquinhos de uma morada para outra e deu os seus braços para levar até ao 3º andar (sem elevador) toda a tralha que faz da minha vida aquilo que é, quem se aventurou a conduzir um Mercedes topo de gama para conseguirmos fazer a mudança em condições, quem aturou o meu péssimo humor nas últimas semanas e os meus silêncios, quem se preocupou se eu tinha dormido, quem nunca me larga a mão mesmo que eu esteja num buraco sem fundo, quem iria comigo até à China se fosse preciso (bem... à China não sei se iria e ambas sabemos o porquê), quem me faz a cama e deixa a caixa com a minha lingerie no meio do passeio. Quem vale milhentos pratos de Bacalhau à Gomes de Sá...

Tu sabes... Obrigada!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

travel planning

por Miss Fox, em 28.08.16

Viajar. Seis letras que formam uma palavra tão mágica.

Quem não gosta?

Viajar é maravilhoso, mesmo que o destino não fique a mais de 200 ou 300km de distância. Planear a viagem é que por vezes se torna na parte mais "custosa" ( nem sei se a palavra existe), o inicio desse processo,  pelo menos, custa um pouco a desenvolver. Assim que se começa, que se pega, o entusiasmo toma conta de nós e o que parecia uma obrigação torna-se prazeroso. Pode até mesmo dizer-se que a viagem começa logo ali com o inicio dos planos, da organização do roteiro...

Neste momento estou desesperadamente a precisar de férias, que só vão chegar em outubro. Mas como até lá é um pulinho já há alguns dias que tenho andado a pensar no destino para poder começar a planear a viagem. Posso dizer que estou 90% decidida.

Entretanto surgiu-me a possibilidade de uma escapadinha de fim-de-semana até ao Porto muito muito em breve. Por isso, os planos de férias vão ter de ceder o lugar aos planos de fim-de-semana e assim de um momento para o outro tenho de organizar dois dias no Porto. Por acaso é algo que queria fazer há algum tempo e esteve quase para acontecer em junho, mas não aconteceu... será que é desta?! 

Mão à obra... rumo ao Porto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

1d796509471d6bf853b71400948d6bab.jpg

 

Se há algo que traduz o meu estado de espírito neste exato momento é isto.

São 10h da manhã de sábado e contrariamente à minha disposição, estou a trabalhar. Melhor...não há absolutamente nada para fazer de momento. O que poderia ser bom mas não é, ter de vir trabalhar ao sábado e ficar a olhar para o vazio das paredes brancas é o desconsolo absoluto. Estou tão cansada que poderia dormir o dia inteiro mas não, estou aqui a lutar contra a gravidade para não deixar a minha cabeça ir de encontro à bancada de trabalho e a ordenar ao meu hipotálamo que mantenha os meus olhos abertos. É contra natura trabalhar no fim-de-semana, principalmente no verão, e ainda mais depois de uma semana em que os turnos foram uma autêntica montanha russa que quase não parou. Quando forem 16h acordem-me para ir para casa...

Autoria e outros dados (tags, etc)

constatação do dia | 9

por Miss Fox, em 25.08.16

Sobrevivi ao meu primeiro turno de 12h. 

mood.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

a minha vida encaixotada

por Miss Fox, em 23.08.16

Mudar de casa significa enfiar em caixas, sacos, malas e afins as nossas tralhas, a roupa e tudo aquilo que, apesar de serem apenas objectos, faz parte de nós e nos define até um pouco como pessoa como é o caso dos objetos de decor, dos livros...

Empacotar, encaixotar é a ordem de trabalhos. E é algo com que ando a lidar há cerca de duas semanas, altura em que achei que o melhor era começar a organizar tudo já que a mudança era inevitável. Assim que comecei a esvaziar armários, gavetas, prateleiras e a casa começava a ficar um pouco vazia daquilo que a fazia minha senti um vazio, algo estranho que me disse "esta já não é a tua casa". Já não me sentia em casa, já não me sentia confortável. O frigorífico começou a ficar semi-vazio. A panóplia de produtos de higiene pessoal/beleza desapareceram da casa-de-banho. Os livros deixaram a secretária nua. 

Hoje, tenho caixas e malas espalhadas pelo quarto, pelo corredor. Grande parte das coisas já estão arrumadas e apenas o essencial se mantém à vista e algumas coisas que não sei ao certo onde as colocar. 

E ao olhar para este cenário todos os dias a sensação de estranheza aumenta cada vez mais. Não empacotei apenas objetos e roupas. Empacotei a minha vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

constação do dia | 8

por Miss Fox, em 22.08.16

Queria tanto uma vida sem preocupações, sem abacaxis para descascar, uma vida de pijama no sofá a ver um filme qualquer que esteja a passar na TV só porque sim. Passei o fim-de-semana no Alentejo e por momentos quase que me esqueci que os meus problemas estariam a minha espera em Lisboa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

mas que #"$%@£§?&

por Miss Fox, em 19.08.16

Ora, eu estou semanas sem vir ao blog, sem postar nem uma linha. 

Esta semana senti necessidade de escrever para exorcizar alguns dos fantasmas que me andam a atormentar, nomeadamente a questão da casa que me anda a consumir a sanidade mental. O post de ontem foi exactamente sobre isso, despejei em meia dúzia de palavras toda a frustração que sinto nesta busca por uma casa/quarto e não sei porquê ao certo, isto aconteceu...

wow.jpg

Mais de mil visualizações num post que nem foi destacado. Estou a alucinar às 9h da manhã de sexta-feira ou isto é mesmo real.

Autoria e outros dados (tags, etc)

constatação do dia | 7

por Miss Fox, em 18.08.16

Procurar casa/quarto em Lisboa nesta altura do ano é pior do que tentar sobreviver numa selva africana em época de seca.

Estou literalmente a enlouquecer às custas disto. Dezenas e dezenas de anúncios que são publicados todos os dias, dezenas e dezenas que leio com a máxima atenção na esperança de encontrar "o tal" e... nada. 

Será que quem aluga se esquece que há mais pessoas a precisar de alugar que não são estudantes e que não precisam ficar mais de um, dois ou três meses? Será que se esquecem que quem procura não tem propriamente um ordenado pomposo e por isso não pode despender 400€ num quarto. Sim leram bem, há quem alugue um simples quarto sem luxos nenhuns numa casa normalíssima por 400€. Ou é de mim ou isto é absurdo...

Não me podia ter acontecido anda pior do que ter de mudar (obrigatoriamente) de casa nesta altura e ainda com a agravante da "nova casa" não estar já disponível e precisar de um sitio intermédio.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



A Miss

foto do autor


Onde estou


Follow



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.





Translate me



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Informação

Os posts deste blog são da autoria de Miss Fox e a sua utilização sem a devida autorização é expressamente proibida. Qualquer informação exterior ao blog está identificada com a respetiva fonte. As imagens utilizadas são maioritariamente retiradas da internet.

live, love, laugh